PESQUISA



smc

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

MELHORES E PIORES DE 2016, parte 01 de 02?


Olá fiéis seguidores e pessoas que caem aqui por acaso e nunca mais voltam. Acredito que até 31/12/16, o blog atingirá a marca de 400 mil views, o que pode ser uma marca atingida mensalmente por muitos outros blogs, aqui é uma imensa conquista após 2 anos e alguns meses.

A mais fiel representação ao meu "eu" atual.
Alguns aqui me conhecem como um voraz consumidor de gibis e filmes, antes de tudo, após um comparativo, posso dizer, que minha atuação nesses dois campos foi bastante árida, li e assisti bem menos que em 2014 e 2015. Assim como minha atuação no blog foi reduzida, chegando ao ponto de passar meses sem postar nada. Isso se deveu ao meu maior envolvimento com o jogo de nobres, conhecido como xadrez.

Dizem que “nerd” é alguém que fica viciado em um tema, não necessariamente quadrinhos, e se aprofunda naquilo quando ninguém mais a sua volta liga, acho que seja o meu caso, eu devo ser desse tipo, já que ao observar os “nerds” sorridentes, cheio de turminhas, encadernados de luxo em selfs e instagram, eu vejo que não sou muito esse tipo.


Mas, andei escutando bastante música, acredito que diariamente, mais de 6 horas por dia. Consegui abafar boa parte dos sons externos do mundo, é reconfortante. Primeiro, fui em busca de alguns nacionais, como Ultraje. Em seguida, passei meses sem parar em hip hop e rap. Depois voltei com força a Pink Floyd e compositores clássicos como Beethoven, e não, não vou sair de branco, praticando ultraviolencia por ai. Eu até fico pensando, como a minha mente consegue alternar fácil entre o áspero e cru rap como Racionais, e depois ir para um igualmente áspero, porém sinfonicamente sofisticado Réquiem do Mozart. São quase que “dois campos opostos”, mas consigo abraçar os dois...





MELHOR FILME


OS 8 ODIADOS

  
Como um filme com 3 horas, menos que 20 atores e rodado quase que em um único cenário consegue ser tão interessante dessa forma?! Fui ver esse filme no cinema com alguns amigos e não tinha nenhuma expectativa nele pelos trailers. Os primeiros 40 minutos na primeira vez que vi são bem chatos, se fosse um Dvd, eu teria desistido já ali, mas passado os primeiros 60 minutos, a coisa se transforma brilhantemente. Não sou tão fã do Tarantino, acho até ele “das massas” demais, mas devo tirar o chapéu para esse roteiro daqui, além de ser um absurdo esse filme não ter sido indicado ao Oscar, acho que ele não foi politicamente correto e mafioso o suficiente, como um certo... Deixa pra lá;









TRUMBO – A LISTA NEGRA


Acredito que o maior trunfo desse filme, foi mostrar mais tudo o que acontece antes de termos o “produto final” que é o filme. Com tanto blockbuster 3D, esse filme sutil, conseguiu retratar a vida de um dos principais gênios dos bastidores da sétima arte, e os percalços para conseguir manter seu trabalho. Trumbo é um comunista, levado para depor e entregar outros de idéias semelhantes, já que comunismo na época era algo “antiamericano”. Particularmente, sou um opositor cruel ao comunismo, mas não tive como não gostar do Trumbo. O filme, não tem ambição de doutrinação barata, mas retratar um período chave no cinema. E é claro, que o Bryan Craston perdeu o Oscar de melhor ator para o Di Caprio. Afinal, todos sabemos que ele é um ator bem inferior a um loirinho que fez a mesma careta desde Titanic.




CREED: NASCIDO PARA LUTAR


Houve quem não gostou, e houve pessoas como eu, que tirado alguns detalhes, consideram essa obra quase tão forte quando o primeiro Rocky. Claro que são contextos de gerações diferentes. O longa de 1979 estava “no lugar certo e na hora certa”, enquanto esse, mesmo “atualizado” e ainda dando uma corajosa continuação a Rocky VI, não causa o mesmo impacto nessa geração, que prefere buscar o último iphone á lutar por um objetivo, em que esporte seja. Se brincar, tivemos o melhor desempenho do Stallone como ator em toda a sua vida, até mesmo superior ao Rocky VI. E adivinha só? Sem Oscar para ele também, pra quê acabar com a descriminação com o cara a essa altura do campeonato mesmo, certo?







BATMAN VS SUPERMAN


Já muito se falou aqui e na internet. Tomei a decisão de só discuti-lo quem realmente gostou. Se não gostou, eu entendo, e pronto, percebi que muita gente detestou, e não por implicância, mas por ter esperado bem mais e se decepcionado, eu entendo parcialmente pessoas assim, também tive minhas frustrações com esse longa, em especial com o final dele. Assisti a versão entendida estendida, e para ser sincero, apesar dela ser melhor que a dos cinemas, eu esperava ainda mais dela, a estendida de Watchmen, por exemplo, é uma imersão bem maior. Para quem ainda tem paciência, esse foi meu texto quando assisti no cinema: http://ozymandiasrealista.blogspot.com.br/2016/03/realmente-se-tratava-de-batman-vs.html








PIOR FILME:


ESQUADRÃO SUICIDA


Vi duas vezes no cinema, e não quero ver a versão entendida nem sendo pago pra isso. E olha que eu até gostei bastante do Coringa feito pelo Leto, eu mesmo achava o cara bonitinho demais pro papel, mas percebi que ele é um puta ator. E o que há de errado? Bem, tudo que não pertence ao filme original, aparentemente. Esse material sofreu da mesma forma que o Quarteto do Josh Tank. Temos dois filmes aqui, um bom, e outro remendado por cima. Começando com a vilão patética, com um irmão patético, que parece mais ter saído do “A Múmia 3” sem qualquer substância. Some isso a um filme em que o Batman não faz diferença, tem uma luta de três tapas com o pistoleiro, nem mesmo tem um diálogo contra o Coringa, ou mesmo o Crocodílio, ou contra o Esquadrão... E o mesmo serve pro Coringa, que nem ao mesmo um duelo contra o Pistoleiro no estilo da animação tem. O resultado é um filme preguiçoso, básico, que enganou nos trailers, e depois lançou uma versão em blu Ray com 15 minutos a mais que eu mandei para á-- Bons tempos aqui: http://douglasjoker.blogspot.com.br/2014/09/filme-do-esquadrao-suicida-cara.html

MORE


Algumas coisas levantam nossa curiosidade por anos, e no final, não acrescentam nada. Foi o caso desse filme, algo que eu tinha como “lendário” por ter sua trilha composta toda e exclusivamente por Pink Floyd nos idos anos 60. Acontece que o filme é ruim mesmo, não vale nem como diversão trash. Em 60 minutos de projeção eu já me demiti.



X-MEN: APOCALIPSE


Assisti duas vezes também. Por que eu assisto duas vezes filmes que detesto? Porque o nível de absurdo é tão grande, que eu preciso rever para acreditar naquilo. Como chegamos aqui? Bem, primeiro teve a primeira trilogia, que possa ser vista como estranha para os mais novos, mas foi altamente revolucionária na época. Os dois primeiros filmes dirigidos pelo Bryan Singer, e o terceiro, sendo o mais fraco, mas ainda assistível.
Ai veio “Primeira Classe”, que muita gente aplaude, mas até hoje eu não gostei. Não que ele fosse ruim, havia o excelente trunfo dos jovens Magneto e Charles, mas aqueles mutantes de apoio, digo, os jovens X-Men e o Clube do Inferno ainda não se encaixava para mim, ainda não tinha aquela velha emoção dos X-Men “originais” lá nos anos 2000, e nem mesmo era por falta do Wolverine.
Eis que Bryan Singer retorna, e faz “Dias de Um Futuro Esquecido”. Reconheci esse como o melhor filme X de primeira, e após ter o assistido mais três vezes, o reconheci mais ainda. O filme tinha o retorno parcial dos originais, colocava os novos em contato com eles, era filosófico, e ainda atrativo no quesito de ação, até a trilha sonora se destacava mais. É claro que uma continuação disso, já tava “hypada” por mim desde que deixei a sessão de X-M DDUE.
Ao que parece, recebi um filme ruim proposital. Tive a sensação de que o Synger se vingou aqui. Que ele chegou, e pensou “Fiz um ótimo trabalho e só me xingaram? Agora vou lhes mostrar o que é terror!”. Chegou a doer, sério mesmo. Quase tudo o que funcionava o cara avacalhou. Em 16 anos de X-Men nos cinemas, para mim, ainda não há pior do que esse.



FILME QUE SUPEROU AS ALTAS ESPECTATIVAS NO CINEMA:


DEADPOOL


Transcrição quase completa dos quadrinhos, e se você não gosta deles, provável que não vai gostar do filme. Simples assim-- O DJ discordou um pouco de como eu enxergo: http://ozymandiasrealista.blogspot.com.br/2016/02/deadpool-nao-e-o-melhor-filme-do-mundo.html



















FILME QUE DECEPCIONOU AS ALTAS ESPECTATIVAS:


ESQUADRÃO SUICIDA



Sem mais comentários.

FILME QUE TODO MUNDO VIU E EU NÃO:

O REGRESSO


Eu tô com a palma da mão aberta para contar nos dedos quantos filmes com o Di Caprio no elenco em que ele foi ator de verdade. Vamos lá... “Os Infiltrados”, “Titanic”, “Django” e “J. Edgar”. Bom, deram quatro. Ai temos o diretor desse filme, que ganhou o Oscar como melhor diretor em 2016, assim como em 2015 por... “Birdman”. O que me faz voltar um pouco no tempo, rever alguns dos MELHORES FILMES da história do cinema, como “2001 - Um Odisseia no Espaço” ou “Touro Indomável” e ver que eles não ganharam nessa categoria. O que me faz pensar... O que são a maioria desses filmes que o Oscar está premiando? Um monte de porcaria metida a inteligente? Ou será que são filmes tão complexos que meu cérebro não consegue mais acompanhar o ritmo? Andei pensando bastante nisso esse ano, tanto que não devo ter assistido uns 50 filmes.




MELHOR FILME REVISTO

SOCIEDADE DOS POETAS MORTOS


Cinema para mim é isso. É aquela peça de arte, que você assiste, volta cenas, e vai encontrando mais detalhes interessantes e apreciando melhor, ás vezes chegando ao ponto de raciocinar “isso é tão bom, que eu queria que apagassem da minha mente, só para eu me surpreender com tudo uma nova vez”. Robin Williams faleceu, Ethan Hawk está mais em evidência, e o “Neil” tava até um dia desses na série “House”. Peter Weir parece ter ser perdido. O cruel diretor talvez tenha falecido. Mas tirado isso, de onde foram cada um dos participantes, é nítido que a experiência sempre será lembrada positivamente por eles. Lembro de uma vez ter visto nos extras do DVD, além da versão toda comentada pelo Weir, há depoimento dos atores mais de dez anos depois de terem participado do filme. Uma atriz, em especial, me chamou atenção. Ela conta que chegou com um medo absurdo de levar vários gritos e repetir várias tomadas, o que natural dos diretores, já que a maioria é completamente neurótica e egocêntrica. E tudo o que Weir disse gentilmente a ela foi “apenas seja você mesma. Permita a câmera captar a verdade”. Isso, é o tipo de coisa que uma tela verde e orçamento de 200 milhões não consegue. ISSO É CINEMA.


MELHOR ANIMAÇÃO

Não.


PIOR ANIMAÇÃO

Não.

MELHORES TRILHAS SONORAS


ESQUADRÃO SUICIDA























SOUTHPAWN


Esse filme foi pouco falado, mas é ótimo. Mais sobre ele em breve, a trilha também se destaca, ainda mais pelo som “Kings Never Die” do Eminem.


Vai ser um post preguiçoso assim? Sem longas explicações?

Vai não. Já foi.


Parte 2 só em Janeiro eu acho, até lá.









Nenhum comentário:

Postar um comentário