PESQUISA



smc

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

GUERRAS PUBLICAMENTE EXPOSTAS - PARTE 2


- Eu já vou começar a seguir o Cocô Hulk mesmo ele tendo feito nada. - dizia um homem mexendo no celular - Que bicho loco, mano! - Ele estava sentado nas arquibancadas da arena de outro planeta, assistindo as Guerras Publicamente Expostas!  Olhando pelo aplicativo do celular ele descobria como o monstro que tinha aparecido na arena teve um histórico de fracassos em seus planos originais de transformar seu planeta-natal em cocô. Desde então ele havia mochilado em desgraça conhecendo diferentes lugares e culturas, levando nojo e fedor a todos eles.

Naquele grande campo de terra alaranjado um garoto suado e expressando sofrimento avança com as pernas duras, como quem quer evitar mexer muito a bunda.
- Moleque! - diz o homem de terno fechando o zíper da sua calça. - Você não consegue fazer cocô normal como todo mundo não?!
- Ai... é uma longa história, - ele quase choraminga enquanto fala.
- Eu sei, eu estava lá. Ei! Falando nisso, olha o Jack aí. Eu fui no seu enterro, cara, o que tá acontecendo?
- Thomas... - responde Jack com sua voz de vampiro. - Você conseguiu cagar um monstro duas vezes na vida, Thomas?
- Ai... não fala isso. Preferia ter continuado morto.
- Então metade do nosso grupo estava no banheiro?! - Pergunta a menininha brava.
- Que isso? É um menino ou uma menina? - pergunta o cara de terno.
- Não te interessa, otário - ela responde erguendo o dedinho do meio de forma agressiva.
- Ow, tô fora, tem um homem-bomba aqui - ele aponta pra menina com o véu na cabeça e sai correndo.
- Só tem mané aqui - diz a pequena tomando frente. - A gente tem que estrupiar aquele esqueleto antes que o Cocô Hulk chegue aqui. Cuidado que ele solta fogo.
- Ei! Mas eu não fiz nada, queria me juntar com vocês.


Enquanto eles falam, duas imagens colossais começam a se materializar nos dois hemisférios da grande arena. É como se estivessem passando do imaginário para o real e são muito enormes. Conforme ficam claras o público começa a ovacioná-los. De um lado há um claro demônio. Seu corpo musculoso é vermelho, sua aparência de fúria, com chifres grossos e asas góticas saindo das costas. O outro colosso é uma mulher de longos cabelos loiros, um vestido branco e asas fechadas como de um cisne branco. Os dois ficam imóveis e apáticos, mantendo uma postura ereta.


- O Capeta! - diziam muitos.
- Chega, vou procurar meu DS - resmunga Jack. - As proporções macroscópicas dessa batalha me entediam.
Conforme ele se retira quase sem ser notado, seu velho conhecido Tommy vai tentando acompanhá-lo andando com as pernas duras. - Ei, Jack, espera. Sabe me explicar como funciona o aplicativo?

Enquanto isso... em um barzinho naquele mesmo planeta.


- Billy Burguers... - comenta o negão de terno adentrando - Com um nome desses e cardápio com comida de gente em outro planeta só pode ser um sonho maluco mesmo. Daqui a pouco acordo no hospital, devo ter apagado em mais uma briga de bar. Vou encher a cara enquanto posso.

Todos lá dentro pareciam ter saído do elenco de um filme estranho do Tim Burton. Ele sentou no balcão do lado de um velho barbudo.
- Me vê uma breja pra começar - ele pede pro balconista Billy. - Quanto custa?
- A primeira vai de graça. Depois você vai tendo direito a pegar mais conforme consegue curtidas e seguidores.
- Caramba, é tudo arrumadinho aqui.
- É, o negócio é bem feito.
- Interessante pra um sonho. Não devo lembrar de todos esses detalhes.
- Você acha que é tudo um sonho? - ele entrega o copo e a bebida.
- Eu saquei quando vi dois garotos que já estavam mortos na realidade. E o amigo ainda casou com a mãe dele. Haha! Eu não esqueceria disso! Bem que podia ser um sonho dentro de um sonho. Essas coisas.
- Sim, poderia ser - diz o velho barbudo do lado se intrometendo na conversa. - Mas isso não é um sonho. - Ele tinha cara de quem estava bebendo há muito tempo e sabia muitas coisas.


O monstro marrom na arena tirou seu aparelho celular não pergunte de onde e após instalar o aplicativo das Guerras Publicamente Expostas viu como já tinha mais de 300 seguidores e um monte de comentários entusiasmados do momento que havia surgido e quebrado o banheiro. Não tinha a mínima ideia do que estava fazendo lá, mas pelo visto podia continuar do jeito que estava, já que haviam claramente muitos interessados em acompanhá-lo. Na sua lógica fecal, se não estivesse agindo da forma correta a quantidade de interessados em acompanhá-lo diminuiria, não aumentaria. E o seu perfil contava com tudo que já havia ocorrido em sua vida de merda: origem, exclusão, fracasso em dominar o mundo, ser ator, figurante de propaganda, diretor, escritor e até o fato de ser um grande fã da Madonna. Estava escrito tudo sobre ele, ou seja, todas aquelas pessoas deviam gostar tanto dele realmente pelo que ele era! Dentro da arena podia ver algumas pessoas meio pequenas e outras duas extremamente grandes que estavam completamente paradas e apáticas. Ele então foi dando saltos desajeitados e deu um socão no grande pé vermelho e cascudo do gigante que estava mais próximo dele. O pé se moveu um pouco.

O grande e feio demônio inclinou um pouco sua cabeça e soltando um hálito infernal disse
- Droga. Pisei na merda.


- Tô com um pouco de fome - dizia Tommy caminhando do lado de fora da arena. - Você só absorve a luz, né? Não come nada?
- Eu... eu... - Jack parecia meio suado e doente, além de brilhante. - Acho que é esse Sol...
- O Sol é diferente da Terra. Tá te fazendo mal? Você não consegue controlar?
- Acho que traz efeitos diferentes. Por isso os vampiros mudaram de cor e o... lobisomem virou uma borboleta.
- Vamo procurar alguma sombra então, deve ter por aqui. Acho que tô vendo uma cidadezinha ali na frente.
- Ai... - ele gemeu com cara de enjoo. De uma vez se ajoelhou no chão e começou a vomitar. Mas Jack comia nada que fosse sólido ou mesmo líquido, então seu vômito representava as luzes, saindo um mito de arco-íris.


Ia descendo mais e mais arco-íris da boca dele no chão. Ele parecia bem incomodado pra um cara que raramente expressava qualquer emoção.
- Você realmente tá vomitando um arco-íris? - Tommy sentiu roncar seu estômago - Nossa, melhor eu não olhar muito pra isso. Ai...

Com a cara que um ser humano mais expressou na História de que não gostaria de estar lá no momento, Tommy tirou suas calças urgentemente e abaixou para soltar uma inédita disenteria de arco-íris. Com um rapaz cagando arco-íris ao mesmo tempo que outro vomita, é certo que um artista presenciando a cena adoraria registrá-la de alguma forma, como um quadro ou outra manifestação; então é difícil no presente atual prever o alcance das consequências criativas que aquele duplo incidente digestivo com insolação teria no futuro.



Continua...



ARQUIVO DE PARTICIPANTES DAS GUERRAS PUBLICAMENTE EXPOSTAS


Nome: Jack
Idade: 19 anos
Altura: 1,83m
Peso: 59kg
Criado por pais de uma cultura alternativa lumustariana, Jack cresceu se acostumando a sobreviver apenas pela absorção de luz. Parou de ir pra escola aos 9 anos após uma professora não deixá-lo sentar perto da janela onde batia Sol na hora da merenda. A partir de então Jack se dedicou a jogar LoL no seu computador sendo reconhecido universalmente pelas suas raras habilidades nesse território. Depois de tentar ajudar seu amigo de infância que estava tendo problemas digestivos paranormais, Jack se casou e poucos dias depois se divorciou, mas foi ganhando reconhecimento como investigador de coisas estranhas, chegando a viajar o mundo toda vez que alguém precisava de auxílio com algo que estivesse muito esquisito pra ser sequer considerado. Em uma dessas ajudas ele foi para a cidade de Crypta auxiliar uma amiga que jogava LoL a se livrar de vampiros e após acalmar essa mesma amiga que estava ameaçando a ordem da realidade durante um ataque de raiva com TPM ele nunca mais foi visto, sendo declarado por seus colegas que estava morto.


Nome: Thomas
Idade: 18 anos
Altura: 1,77m
Peso: 68kg
Thomas cresceu como um garoto normal até o dia que seu pai morreu. Depois disso ele foi amaldiçoado pelo próprio pai a sempre que comia enquanto assistia um filme defecar de forma surrealmente trágica. Depois de muito resistir, Thomas morreu após assistir o filme dos "Vingadores". O hospital e a mídia nunca aceitaram as explicações de seu amigo Jack de que "ele havia cagado um hulk!". O garoto permaneceu morto até ser trazido de volta para as Guerras Publicamente Expostas.


Nome: Bob
Idade: 49 anos
Altura: 1,90m
Peso: 87kg
Bob é funcionário público e trabalha como mediador entre planos astrais. Seu trabalho infelizmente não era muito reconhecido em seu planeta-natal, pois por lá ninguém quer que as pessoas saibam dessas coisas, temendo que elas não fossem reagir bem à existência de seres do além que não podem ser facilmente notados. Bob é visto quase sempre de terno e se lamentando em qualquer oportunidade que arranja de se lamentar.




Nome: Cocô Hulk
Idade: 3 anos
Altura: 2,60m
Peso: 369kg
Um ser surgido de acontecimentos difíceis de serem explicados e impossíveis de serem replicados, desde que surgiu Cocô Hulk foi alvo de controvérsias. Ele desistiu de transformar todo o seu planeta-natal, a Terra, em fezes, mas a partir daí sua vida foi repleta de viagens e mistérios. Herói ou vilão? Vítima ou sociopata? Lenda ou modinha? Marvel ou DC? Cocô Hulk foi preso por fazer propagandas enganosas para a televisão, na cadeia encontrando muitas pessoas que prendeu por terem cruzado seu caminho de maneira que ele descreveu como "insensível e injusta". É defensor da filosofia de que independentemente do que as pessoas digam, a vida é inegavelmente uma merda. Em entrevistas já declarou ser indestrutível.


Nome: Mary
Idade: 17 anos
Altura: 1,75m
Peso: 66kg
Filha de um caminhoneiro, Mary cresceu sem conhecer a mãe em um barzinho de posto de gasolina junto com sua irmã mais nova na cidade de Crypta. Ganhou reconhecimento como "youtuber" na Internet depois que começou a se gravar jogando videogames como LoL. Após sair com vários amigos para caçar vampiros, a garota foi vista se tornando uma entidade caótica que quase trouxe um fim ao universo como conhecemos. Após ter sido detida por seus amigos, acredita-se que sua alma havia passado a morar no Inferno.



Nome: Jane
Idade: 8 anos
Altura: 1,20m
Peso: 20kg
Irmã mais nova de Mary, também foi criada na cidade de Crypta, se sentindo entediada a maior parte do tempo quando não havia alguma coisa completamente bizarra acontecendo. Jane foi uma das que lutou contra sua irmã quando perdeu todo o controle enfurecida. Passou o final de sua vida na cadeia, após ser presa por fazer bully com o Cocô Hulk, dizendo que ele era "um merda que só falava bosta". A pequena garota tem fama de ser maluca, afirmando veementemente que é uma clone de sua irmã mais velha e que tudo que acontece são apenas textos sendo publicados em um blog para entretenimento de nerds desocupados não merecedores de sua submissão. Jane por enquanto tem feito bastante sucesso nas Guerras Publicamente Expostas.


Nome: Velho Jimmy Barbudo
Idade: Desconhecida
Altura: 1,75m
Peso: 60kg
Velho Jimmy Barbudo foi visto por muitas gerações bebendo no bar do Billy Burguers da cidade de Crypta. Ele não falava com muitas pessoas, parecendo sempre recluso mas muito feliz. Dizem que uma vez ele foi visto sendo raptado por grandes seres luminosos que pareciam gafanhotos e nunca mais apareceu.





Nome: Celestiais
Idade: O próprio tempo
Altura: Variável
Peso: Variável

Um dia um ser único e autossuficiente, a primeira força de vida que conhecemos, se dividiu em duas para criar o Universo e toda a realidade. É uma pena, mas agora já foi. A partir da Criação eles nunca mais se uniram novamente, com Satanael constantemente criando sinas novas para destruir tudo. Apesar das tentativas de sua contraparte feminina de reconciliamento, ele se nega a abrir diálogo ou qualquer interação razoável declarando que nunca vai perdoá-la por tê-lo deixado na friendzone após a criação do espaço. A verdade absoluta é que eles estão constantemente influenciando tudo que acontece no "zueraverso", mas a forma exata que eles fazem isso é interpretada de infinitas maneiras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário