domingo, 31 de dezembro de 2017

EM VEZ DE MELHORES DO ANO... TRIBUTO AO BLOG JOKER!


Não foi fácil escolher, Joker. Levou anos e custou uma excelente memória. Por sorte, eu tinha as duas coisas. Nem precisei pegar leve com você, comentários sinceros, elogiando quando acertava, criticando irritantemente quando não! Quero que se lembre do seguinte: Que ás vezes as pessoas podem ser lidas de verdade, e que ás vezes o que escrevemos pode fazer certa diferença. Mesmo que o mundo não mude quase nada.



Para encerrar esse ano, gostaria de fechar com essa postagem, que seguirei há mais de um ano.  Fazem pouco mais de 2 anos que o blog Joker encerrou suas atividades, pegando a todos de surpresa com o texto “Acabou a Graça”. De minha parte, eu havia dias antes conversado por Facebook algumas horas com Douglas Joker, e tinha plena convicção de que ele amenizaria sua decisão, e continuaria o blog. Desde que o conheci, não escondi meu interesse em parceria, bem como ter vários textos dele publicados aqui no blog (os que hoje vem com a tag Time Paradox), mas não chegando ao extremo de parar com o dele, que havia começado anos antes de eu pensar em fazer um! Leitores de diferentes épocas do Blog Joker, apareceram na seção de comentários, registrando cada qual suas experiências com o espaço, e até hoje, mais de 600 dias sem um post novo, continua com uma quantidade surpreendente de acessos. Lembro que em 2014, tentei ler o blog todo, e acredito ter chegado ainda em uns 60% com muito esforço, tamanha a quantidade de posts, além de muitos terem páginas de textos. PÁGINAS!!! Daria para imprimir uma Barsa intitulada “DJ 2009 – 2015”.



Desde então eu e Joker temos competido amigavelmente para ver quem posta mais, e com maior qualidade, e o resultado está ai a qualquer clique de distância e o quase milhão de views que devemos atingir até maio de 2018. Para tentar fazer diferente ao longos posts dos melhores do ANO, vou linkar alguns do meus preferidos no antigo espaço.

MELHORES DE 2014:



MELHORES DE 2015 (Nunca existiu parte 2):




MELHORES DE 2016:




Antes de tudo, dedico esse álbum:


Agora podemos prosseguir. 

10 – 25 RAZÕES PARA O BATMAN SER O MELHOR PERSONAGEM DE TODOS OS TEMPOS



“Bane inclusive disse que ele é um cara muito engraçado se você deixar as diferenças de lado e parar pra conversar com ele.”

DJ já foi xingado algumas vezes nos comentários por ser “fanboy do Batman” (e hoje em dia, quem não é?!), embora o mesmo não lia o morcego há alguns anos. Só que nessa época, ainda não havia mágoa com Scott Snyder, e sim boas lembranças com série animada, Grant Morrison, Tim Burton e Sr. Nolan. Muito empolgado ele listou 25 razões pra fazer até o torcedor mais doente do Kevin Feige se render:



09 – 10 APARIÇÕES INESPERADAS DE ALICE COOPER



"Assim como eu já fiz um top com os melhores momentos do Ozzy Osbourne (há um bom tempo atrás), outro roqueiro que tá em tudo quanto é canto, é o Alice Cooper, talvez ainda mais que o Ozzy. Ele tá em tantos lugares... alguns nem são filmes, mas sim os cantos mais obscuros do youtube. Concluí que em tanto tempo, já deve dar pra juntar 10... hehe, vamos lá, espero que vocês se divirtam."

Esse interesse permanece, e assim como meu ídolo “multimídia” é o Garry Kasparov, o dele é o Alice Cooper. Confesso que ao passar dos anos, to começando a achar esse vampiro cara legal.





08 -  A ÚLTIMA BATALHA DE DOUGLAS JOKER (OU UM MENINO INGÊNUO) VS BIRDMAN (OU A INESPERADA VIRTUDE DA IGNORÂNCIA)



“É claro que o filme tem outra críticas, inclusive contra os próprios críticos (em especial velhas que parecem ter lambido a bunda de um mendigo), mas ele se chama Birdman, e afinal, por que se chamava Birdman se ele ficava na cabeça dele mas simplesmente não volta a ser o Birdman?! A última coisa que Douglas Joker (ou Um Menino Ingênuo) ia pensar era uma crítica contra os filmes de herói... afinal! Filmes de heróis fazem mal a ninguém!”

Havia um texto antes desse, intitulado “Birdman, por que Birdman?!”, que apesar de não existir mais no Blog Joker, eu consegui encontrar em nossas velhas aventuras no Actions e Comics: http://www.actionecomics.com/2015/02/birdman-por-que-birdman-douglas-joker.html#.WklSS9-nF1s

Pode parecer só “rage”, mas não só na época, como hoje, percebo que ele expressou um ponto sobre o Oscar, que cada vez se solidifica dos últimos anos para cá. Apesar de ser de 2015, está mais atual do que nunca. E claro, até hoje não tive paciência de assistir ao resto de “Birdman”, nem mesmo o trabalho posterior de seu “visionário diretor”, “O Regresso”.





08 – O CASO DE ODEJAIR



“Mas até aí, o que é uma pessoa louca? O conceito de insanidade é meio abstrato e inútil levando em conta que os "loucos" sempre parecem mais seguros nas suas realidades pessoais do que os outros ao seu redor. Se mostram mais certos e sãos quanto aos seus universos. Por que então são chamados de loucos? Por que estão todos loucos e os verdadeiros loucos já estão se chamando de normais?!”

 Embora a parte 01 esteja Off, eu a coloquei, quem sabe o DJ reupa ela um dia? Ou a refaz. O interessante, é que como eu, DJ nunca quis falar só sobre um tema, sempre indo em busca de mostrar a diversidade do mundo, não só dentro dos quadros das revistas, mas além de nossas próprias janelas. Nisso entra esse senhor entrevistado, que infelizmente nunca vi na TV. Ao ler o desabafo na parte 2, fica claro que “todos somos Odejair”.




07 – TOP 10 – ANTI-HERÓIS



"Pois bem, Batman não se droga e nem chama serviços de prostitutas, porém, ele não hesita na hora de ferir enormemente seus inimigos, os arremessando de enormes alturas, quebrando seus membros e os espancando pra valer, o próprio Batman já admitiu que só não mata maníacos de último grau como o Coringa, porque por mais que ele morra de vontade de torutá-lo imensamente até matá-lo, se ele começasse a fazer isso não conseguiria parar e começaria a matar vários criminosos, assim se igualando a eles."

É trivial da minha parte colocar esse, mas em defesa, quem não gosta de listas? Nem que seja para zombar de tudo de quem fez, com o “veja bem, faltou isso!”. Embora eu continue relutante em ler Hellboy, não se ganha todas, sabe?



06 – EU NÃO LEIO QUADRINHOS



“O mesmo rola também com animações e videogames. Meio que ninguém vira pra você e pergunta curiosa, ou às vezes espantada "Mas você vê fiiiiilmes???". Não! As pessoas perguntam: "Você vê filme DE-TERROR?", "Você vê filme POR-NÔ?", "Você vê filme DE-MÚSICA?". Mas quadrinho é como se fosse uma forma de entretenimento de outro planeta, aí ninguém tá acostumado mesmo. Por causa disso, o tio aqui resolveu separar esse post para fazer umas recomendações de gibis que ele julga muito bons, e perfeitos para quem está tentando pegar gosto com o meio.”

Ótimas recomendações para quem quer começar a ler gibis, ou mesmo conhecer mais do que o básico. Infelizmente “sem Alan Moore”, o que seria corrigido em outro. E tem coisa nessa lista que nem eu li.




05 – TOP 10 MEUS FILMES PREFERIDOS DOS ANOS 80



“...Ficando talvez atrás apenas da música, os anos 80 tiveram como maior característica vários filmes muito bons. Como sou um grande fã de cinema, resolvi listar os 10 filmes dessa época que eu mais gosto. E LEMBRANDO! São os 10 que eu mais gosto e não 10 melhores!”

Discussões intermináveis...




04 – 10 PONTOS FRACOS DE IRON MAN 3 VS 10 PONTOS FORTES DE THE MAN OF STEEL



“Se você promete várias coisas em um filme e depois não coloca você consegue muito bem fazer o público de otário e sair com os seus milhões de dólares, como fez a Marvel em Homem de Ferro 3. Agora se você resolve se esforçar a mais para trazer coisas impressionantes a tela, você consegue os seus milhões e uma boa dose de respeito artístico e admiração por ter agradado ao público. Não preciso explicar as lutas do filme... é só vendo mesmo. Tiro o meu chapéu coco roxo.”

Época legal de tretas, ainda endosso tudo escrito aqui, mais do que todos os outros DESSA LISTA. Foi engraçado o barulho que deu quando a gente colocou esse post no A&C, não a toa, fomos um dia EXPULSOS de lá, embora tenha sido mais minha “culpa” por outro top. Mas pode-se dizer, que esse foi o que “encaminhou nosso processo”.



03 – PORQUE UM FILME ATUAL DA MULHER-MARAVILHA SERIA FODA



“Diferente dos outros heróis, ela é uma soldado, então por mais que ela não seja a mais forte da Liga da Justiça ela é a que menos pensa antes de quebrar um pescoço. Além disso Diana não tem pontos fracos em seus super poderes, é a única da Liga que já venceu o Batman, já que a única forma que ele teria de derrotá-la seria com veneno, mas isso necessitaria de muito planejamento para o detetive conseguir acerta-la primeiro. A natureza dela levaria que fosse a personagem da DC mais OP nas telas e olha que o Superman já tava bem OP no último filme.”
ESSA é para você, que diz que o filme da Mulher-Maravilha foi o “melhor filme da DC depois do Cavaleiro das Trevas”. Sério mesmo, clica nesse post de anos antes dele ser lançado, pega o caderninho e assiste essa AULA.



02 – 10 PASSOS PARA DESTRUIR O CORINGA COM DC COMICS E SCOTT SNYDER



“E é justamente isso. O que torna o Coringa tão fascinante é ele ser só um maluco doido que explode TUDO! Tipo, COMO?! Assim como o Batman, ele é incansável por estar s-e-m-p-r-e te surpreendendo. Mas... Chuck Norris...? Quebrar o pescoço de geral? Meu nariz entortou nessa parte porque isso mexia não só com as habilidades do personagem, mas a relação que ele mantinha com todos os outros (Lex Luthor, Mulher-Gato, Arlequina... que eu saiba todos esses só não matam o Coringa porque tem medo das consequências do que ele pode fazer se algum milimetrozinho der errado, mas são mais fortes que ele). Eu torci o nariz pra essa parte Chucknórica... mal esperava que Snyder e DC se aprofundariam ainda mais nessa perigosa desconstrução do vilão.”

Outra carta de demissão em relação as mensais do Batman, e adivinha só, seu maior ídolo que ostenta em seu sobrenome: O Coringa. Não concordo com alguns motivos da lista, mas ela sempre mexeu comigo, até fiquei de escrever um post resposta, mas nunca comecei.



01 – ESPECIAL GUERRA CIVIL... CARA!



“Simplesmente o melhor megaevento das HQs em muito tempo. De lá pra cá saiu nada que fosse tão legal assim, no que se trata de eventos que englobam várias HQs diferentes. A premissa foi absolutamente arrepiante, mostrando conflito moral dos heróis. A impressão que dava quando você lia é que estava os conhecendo melhor, afinal, como saber que o Dr. Estranho era "liberal" e o Sr. Fantástico "conservador"? Exatamente, você não sabia, ninguém sabia, pois essas questões políticas nunca haviam sido exploradas no Universo Marvel, com os personagens tomando partidos e afins. O resultado foi uma trama complexa e extremamente tensa. Se aliviarem um pouco a comédia, tomara que consigam migrar o mesmo clima pro cinema.”
Se não leu Guerra Civil (ainda existem pessoas que não leram?), eis outra aula. O bom é poder comparar as especulações com o que de fato aconteceu quando o filme foi lançado. Obviamente esse mega post foi lançado na esteira do longa de 2016.



00 - ALAN MOORE DE A A Z



Mas o que faz com que nos sintamos completos com as histórias é justamente a identificação, o que permite que a pior das histórias tenha algum pingo de valor pra alguém (como Crepúsculo). Mas as histórias podem ir ainda mais além disso. Certa vez disse um inglês barbudo que muito bem se fixou no ramo de contar histórias que "A arte em seu melhor, tem o poder de insistir em uma realidade diferente", você não concorda com isso? Afinal, se você conseguir mudar algo do mundo real, o mundo onde as pessoas sangram, por meio da arte, é sinal que você fez muito bem o seu dever de casa. E não é como se não adiantasse, o melhor exemplo temos nós, os brasileiros, com todos os músicos que procuravam abrir a mente da população nos períodos de autocracia que tivemos no Brasil. Certos hinos duram até hoje como combustível revolucionário.

O mais completo guia sobre Moore, feito pela pessoa que conheci que mais o leu, e já conheci gente de vários níveis...





Bem, agora vou saindo pelas sombras, com a velha incerteza de tudo sobre o futuro, escutando não fogos, mas o som... Do Silêncio. Até 2018, senhoras e senhores.


Nenhum comentário:

Postar um comentário